Inexoravelmente

junho 9, 2012

Isabela

Filed under: Bebê,Isabela — oldbastard @ 8:01 pm

Não sei como começar…

Não é novidade, mas para mim, parece, já que a tempos ando usando a internet apenas como um lobotomizador light, pra me desligar do mundo de problemas e stress que a vida trás.
Deixei esse blog às moscas por trauma, por um soco na alma, por tristeza e desespero, mas o tempo deu o seu jeitinho, realinhou caminhos, abrandou cicatrizes e trouxe a Isabela, e aqui estou eu de volta.

Eu sei que vocês, meus 2 ou 3 leitores não gostam muito quando reclamo, mas eu acho que me acostumei a reclamar, ou pelo menos a começar a escrever reclamando, mesmo quando vou falar de algo bom…

Então, Isabela…

Esse vai ser o nome da nossa filha.
A Helô está grávida de quatro meses mais ou menos.
A Isabela deve nascer perto do início de Novembro. Vou ter duas mulheres de escorpião na minha vida.
Eu não poderia estar mais feliz… (Poderia, mas não é assim que a vida, o destino e essas coisas funcionam. Acho que vocês me entendem…).

Medo, alegria, esperança, planos, lembranças, dor, olhar o bem que um bebê traz a tanta gente.
Enxurrada de emoções, sentimentos, pensamentos e a coisa toma rumo sem perguntar como, quando, onde nem porque.

Já estamos em Junho e a Isabela nasce no máximo em Novembro.
Tanta coisa pra fazer, armários pra limpar, roupinhas para doar, roupinhas para lavar, decisões para tomar. E incrivelmente, no meio de todo o vendaval, estamos com uma calma que não acreditamos ter.
Literalmente no olho do furacão.

Mudanças sempre ameaçam bater em nossa porta todos os dias, e nem sempre olhamos com bons olhos. No entanto as mudanças metem o pé na nossa porta e o nosso sorriso é enigmático, assustado mas incrivelmente largo e sincero.

Esse ainda é um teaser. Espero em breve ter um trailer e depois, quando começar o filme, corresponder a expectativas e trazer o pacote completo, com choros, risadas, torcida, perseguições e clímax, com um final feliz, é claro.

Nossa vida não é nem comercial de margarina nem filme do Tarantino, mas tem sido muito… honesta. Alegria, tristeza, intervalos. Pessoas que ensinam muito sem saber. Pessoas que ensinamos sem imaginar o resultado. Divagações mil.

Chega né?
Quando eu não estiver só querendo enrolar faço um post que não seja apenas pra falar que a Isabela está a caminho…

Anúncios

janeiro 4, 2012

Opinião vs. Fato

Filed under: Comportamento,Discussão,Opinião — oldbastard @ 1:23 am
Tags:

Bom dia/tarde/noite!

Um post bem curto para tentar entrar no embalo.

Estive pensando um dia desses: “No final das contas, me interessam mais as opiniões que as pessoas tem sobre o assunto em discussão do que os fatos relevantes ao assunto.

Sei que a princípio soa como heresia para quem gosta de discutir amigavelmente mas com seriedade, mas é o meu jeito torto de pensar que me leva a essa conclusão.

Veja bem, se eu tenho uma opinião formada (ou mais ou menos formada) a respeito de algum assunto, significa que eu li, pesquisei ou pelo menos ouvi falar algo sobre o assunto. Minha opinião é baseada em fatos, mesmo que minhas fontes sejam falsas ou deturpadas.

Quando ocorre a discussão sobre o assunto, as outras pessoas emitem suas opiniões, que são baseadas em suas fontes, seus fatos.

O meu ponto é, se estou discutindo sobre um assunto, o que eu quero é debater sobre o assunto e ouvir opiniões diversas, para chegar a alguma conclusão ou pelo menos ampliar os horizontes com relação ao assunto. Não quero necessariamente convencer as outras pessoas de que minha opinião está correta, e certamente não estou querendo ser convencido de que a outra opinião está correta.

Idealmente, se eu estiver errado, quero chegar a essa conclusão através da discussão, não da análise fria dos fatos apresentados em uma fonte.

Talvez isso se deva à minha noção extrema de que, em última análise, nenhuma fonte é confiável.

Aceito que alguém não confie na CNN, na Wikipedia, ou no New York Times como fonte de informação, mas quem me garante que a informação constante em um documento ou tabela apresentado pela ONU, pelo Smithsonian, pelo IPT ou pelo INPE não teve dados manipulados?

Me apresentar uma fonte como provedora de fato irrefutável ou verdade absoluta só vai me convencer em raríssimas exceções, e normalmente só quando o assunto forem ciências exatas.

Tosco? Sei que sou, mas na minha opinião a sua opinião é muito mais importante e relevante dos que as suas fontes ou os fatos em que você se baseia.

Eu quero discutir sobre o assunto, não ler uma tabela com o resultado de uma pesquisa e acreditar prontamente nela.

O que você prefere, ser intransigente na sua certeza ou ter uma discussão interessante?

janeiro 1, 2012

Mourning time has passed // O tempo de luto passou

Filed under: Comportamento — oldbastard @ 11:33 pm
Tags:

Bom dia, boa tarde, boa noite.

Fiquei um bom tempo com o blog de molho, sem vontade de postar e sem me coçar pra arrumar tempo pra isso…

Passou.

Tomando banho no dia 31, resolvi, entre outras coisas, voltar a escrever aqui de novo.
Vou começar devagar, mas espero que com o passar dos dias se torne um hábito.

É um prazer saber que você leu esse post singelo, e é exatamente por você ter lido que resolvi voltar aqui.

Abraços, até logo e obrigado pelos peixes, mas não obrigado!

//

Good morning, good afternoon, good evening.

This blog has been put on hold for a long time, due either to my lack of intent to post or to my ineffective time management, never “finding” the time to post…

All of that has passed.

As I was taking a shower on Dec. 31st, I decided, amongst other things, to come back and to write here again.

I’ll start slowly, but I hope it turns into an habit with the passing days.

It is a pleasure to know you’ve read this simple post, and you reading this is the true reason that made me decide to come back.

Hugs, so long and thanks for all the fish, but no thanks!

maio 20, 2009

A kite in the sky…

Filed under: Bebê,Comportamento,Gabriel — oldbastard @ 11:37 pm

Onze dias atrás perdi muita coisa, ganhei muita coisa, sofri muito, aprendi muito e decidi mudar.

 

Fiquei pensando durante algum tempo em como fazer um post aqui no blog com conteúdo, mensagem e forma, para tocar as pessoas. Passaram os dias e os pensamentos se acumularam sem que a forma tomasse seu jeito, então achei que era melhor eu desandar a falar do que ficar querendo dar uma de escritor…

 

Primeiro, estamos bem na medida do possível.

Como seria de se esperar, eu e a Helô sofremos um baque danado. Como disse a minha mãe, tivemos a maior alegria e a maior tristeza que uma pessoa pode ter, tudo no espaço de uma semana. 

Apesar de tudo, acho que demos a sorte de compreender que a maior dor que sentimos é a da frustração das expectativas, a da frustração pelo pouco tempo que tivemos juntos e a de todos os planos que já tinhamos traçado e sonhado, e que não se concretizaram, e não a da perda. 

A experiência que tivemos com o Gabriel foi maravilhosa, fazendo despertar aquele amor incondicional de que os livros e filmes falam. Choramos, rimos ficamos noites sem dormir acordamos com um sobresalto com um resmunguinho, sentimos o calor no peito de ver nosso filho sorrindo enquanto dormia, sentimos a lágrima de felicidade se formar quando ele pegou no nosso dedo pela primeira vez, sentimos que ele nos conhecia ao abrir os olhos e nos encarar enquanto cantávamos aquela música que ele costumava ouvir quando ainda era um recheio…

 

Qualquer um compreenderia, e acho que algumas pessoas até esperavam, que nós entrassemos em desespero e depressão, com sentimentos de revolta e negatividade em todas as suas formas. 

No entanto, nossa maneira de encarar as coisas nos trouxe outra cor, outra tônica. Além da frustração, talvez nosso único pesar tenha sido o de não termos feito mais no pouco tempo que tivemos juntos. Talvez por isso entramos em uma espiral positiva, aonde estamos tentando enxergar quais coisas não estávamos fazendo e que podemos fazer, quais coisas podemos fazer melhor do que antes.

Pode parecer euforia induzida para aplacar a dor, mas acreditem, não é. A dor está aqui e se faz presente em vários momentos do dia. Ainda choramos com algumas músicas, ao ver ou ouvir determinadas coisas, ao lembrar de algo, mas como dizia o A-ha, a gente chora na chuva.

 

O fato é que aprendemos demais com o nosso filho e o que pudermos repassar disso será mais uma homenagem a ele.

Estamos por aqui, blog, orkut, twitter, email, telefone… É só procurar.

Fortalecidos, tristes, motivados, com saudades demais e acima de tudo amando um ao outro e ao nosso filhão que está lá, em algum lugar com sua pipinha colorida voando ao vento…

maio 10, 2009

Luto

Filed under: Bebê,Gabriel — oldbastard @ 1:26 am
Tags:

Olá pessoal.

 

Nosso Gabriel faleceu hoje pela manhã, devido a uma complicação súbita.

 

Ficamos tristes por todos os momentos felizes que poderíamos ter tido com ele no nosso futuro planejado, mas ficamos profundamente felizes pelos dias que ele passou conosco, trazendo alegria sem tamanho e nos ensinando muito sem nem mesmo conseguir falar.

 

Precisamos de um tempo para colocar a cabeça em ordem.

Outra hora a gente se fala.

Abraços.

maio 8, 2009

Cara de menino!

Filed under: Álbum,Bebê,Gabriel — oldbastard @ 5:29 pm
Tags:

Olá pessoas!

Eis aí o herdeiro, em leite materno e soninho…

Em breve mando boas novas.

 

Abraço a todos!

 

 

Gabriel

Gabriel

maio 7, 2009

Ficando melhor!

Filed under: Bebê,Gabriel — oldbastard @ 7:12 pm
Tags:

Olá pessoal!

 

Só uma atualizada rapidinha!

 

O Gabriel está ficando melhor a cada dia.

Ontem passou da incubadora para o bercinho, ainda na UTI, e hoje veio para o quarto.

Ainda está sob cuidados especiais, mas segundo as pediatras está ótimo e no caminho de ter alta e ir pra casa.

Como ainda está com cuidados especiais ainda não está recebendo visitas, mas acho que hoje ou amanhã coloco uma ou duas fotos online pra saciar a curiosidade da Dani e de todo mundo que gosta de bebezinhos.

 

Fica aqui um agradecimento especial à Adriana e ao Rique, que nos deram muito apoio e informações valiosas, que estão servindo para nos deixar mais tranquilos a cada arrotinho ou resmungo.

 

Abraços.

maio 5, 2009

Do ideal à realização

Filed under: Bebê,Gabriel — oldbastard @ 11:34 pm
Tags:

Olá pessoal.

Antes de tudo, obrigado a todos pelos votos de saúde, felicidades e todas as coisas boas.

 

Como a rotina ainda está bem alterada, vou ser breve, o que deve resultar em um post de umas 4 páginas…

 

Bom, a maioria de vocês já deve saber que o nosso bebê nasceu.

A Helô engravidou lá pra Junho ou Julho de 2008. Achavamos que sabíamos a data exata, mas o corpo humano sempre acha um jeitinho de enganar o ser humano.

A gravidez foi mais ou menos tranquila, com poucos enjôos, poucos desejos, alguns momentos de mal estar e coisas do gênero, mas nada grave.

A data prevista para o parto pelos exames era 27/05 mas estavamos achando que ele viria até no máximo dia 15.

No final de Abril a Helô teve um dia de fortes contrações e achou que ele vinha antes. Passou o dia no hospital fazendo consultas e exames, mas no final das contas não houve dilatação e ela voltou pra casa.

No dia 02/05 ela sentiu novamente as contrações e um ligeiro sangramento. Corremos pro hospital e na consulta a G.O. mandou a notícia: está dilatando.

Corro eu pra pegar malas e cuias e me instalar no hospital que era pro dia 02 mesmo.

 

Foi um parto tranquilo e ele nasceu no dia 02 mesmo por volta das 10 da noite.

Nasceu com 45,5 cm e 2,575 kg.

Um pouco depois veio o berçario, bebê chorando, bebê tomando banho e bebê colocado no berço aquecido.

Nessa hora, começou a preocupação. A respiração do moleque estava um pouquinho ofegante.

Pouco depois passa a pediatra e me explica: apesar de todos os exames durante o parto terem apontado para que ele estivesse no dia 02 com 37 semanas e 4 dias, os exames clínicos feitos após o parto indicavam que ele era mais novo que isso, provavelmente com 33 para 34 semanas (oito meses para os mais leigos como eu). Ela disse que aparentemente ele estava com um desconforto respiratório relativamente comum em recém nascidos, principalmente em prematuros e nascidos de cesárea. Se ele estivesse mesmo com 37 semanas seria Taquipinéia Transitória e se fosse mais novo seria Síndrome do Pulmão Úmido. Pelo que entendi são mais ou menos a mesma coisa, sendo que a primeira só se apresenta entre 36 e 37 semanas e pode passar em questão de horas, e a segunda se apresenta em prematuros em geral, levando alguns dias para passar. É o líquido que preenche os pulmões que não teve tempo de ser completamnte absorvido ou que não foi expelido durante o parto e que dificulta a respiração.

Tratamento : incubadora e oxigênio.

Lá se foi nosso filho pra UTI neonatal sem nem ter ido pro quarto.

Desespero, choradeira e essas coisas, mas no final das contas a nossa preocupação exacerbada era infundada. Ele não chegou a ser entubado, como se diz coloquialmente, e o seu tratamento na UTI é tranquilo.

Do dia 2 ao dia 5 ele evoluiu bem, eliminou os todos os equipamentos respiratórios e está respirando tranquilamente e praticamente pronto para ter alta da UTI e ir pro quarto.

 

No final das contas aparentemente os USs todos pegaram uma criança que era grande desde os primeiros meses, gerando resultados que levavam a crer que ele era mais velho do que era na realidade. Se tivesse ficado até os nove meses provavelmente teria nascido com mais do que 50 cm e com perto ou mais do que 5kg.  Como o corpo da Helô achou que a hora era aquela, ele veio com 8 meses e precisou de uma ajudinha da medicina moderna pra ficar em perfeita forma, mas já está tudo ok.

 

Àqueles que perguntaram sobre visita, ainda não estamos liberados pra receber, mas assim que estiver liberado avisamos.

 

Por enquanto e isso. Coloco novas notícias em breve. 

Abração.

 

P.S.: O wordpress tem uma ferramenta anti-spam que bloqueia a publicação dos comentários até a minha aprovação, então nã estranhe se seu comentário nã aparecer imediatamente.

maio 4, 2009

Gabriel!

Filed under: Bebê,Gabriel — oldbastard @ 3:19 pm
Tags:

Olá pessoal!

 

Uma notícia boa para voltar à ativa: o Gabriel nasceu!

 

Ele nasceu na noite do dia 02/05. A Helô está passando bem e deve ter alta nos próximos dias. Ele nasceu um pouco antes da data prevista, e por isso precisou ficar um pouco na incubadora mas está passando bem.

Não estamos recebendo visitas ainda, mas se alguém quiser algum detalhe me mande um email.

Logo devo tentar começar uma série de posts sobre essa nova experiência que é ser pai, prá alternar com meu rant sobre a telefônica.

 

Abraços

abril 7, 2009

It’s a sad day…

Filed under: Uncategorized — oldbastard @ 12:09 am
Tags:

Tentei blogar um pouco, mas o elan está longe, voando em campos mais agradáveis do que o nosso.

A morte ingrata e sem sentido de um amigo neste domingo me deixou meio sem vontade de escrever.

 

Vai na paz Alvinho…

Próxima Página »

Blog no WordPress.com.